Como Desenvolvi o Hábito de Escrever em Minha Vida





Eu adoro escrever!

Esta é aquela atividade que posso fazer simplesmente por paixão mesmo.

Escrever é natural na minha rotina.

É engraçado como às vezes isso até passa dos limites.

Estou aprendendo a escrever menos, em algumas horas.

Emails, por exemplo, precisam ser sucintos e ir direto ao ponto. Não adianta ficar enrolando em muitas linhas.

Mas o hábito de escrever foi se desenvolvendo naturalmente em meu dia a dia.

E muito cedo!

Era uma vez... Não, sem essa!

A história na verdade é bem simples.

Antes mesmo de aprender a ler ou escrever, eu tinha alguns livros e revistas entre meus brinquedos.

Enchia o saco da minha mãe para ler algumas partes pra mim, mas ficava pensando no quanto seria incrível saber juntar todas aquelas letras e ler tudo aquilo, sem precisar dela dedicando esse tempo.

Então eu entrei na creche e em cerca de seis meses aprendi a ler e escrever.

Ainda lembro da primeira palavra, quando estava indo com minha mãe no hospital e li no cartão em sua mão: "Hospital São Lucas".

Foi incrível pra mim, de verdade! Mas fico pensando no quanto isso também deve ter sido incrível para minha mãe!

É bem legal essa parte da vida...

Tudo parece ser incrível para ser lido. Me lembro que nesta época eu era um viciado em quadrinhos antigos, principalmente os do Tio Patinhas.

Nunca fui muito de ler HQ's de super heróis ou esses desenhos. Por isso, hoje estou sempre perguntando para meus amigos quem é quem e porque aquilo aconteceu nos filmes.

Mas eu tive que sair da creche após esses seis meses.

Meus pais não queriam que eu saísse da rotina de aprendizado que eu estava, e como faltava ainda alguns bons meses para entrar na primeira série, minha mãe resolveu que eu ia estudar algumas coisinhas em casa mesmo.

Após esse tempo, quando entrei na primeira série, a coisa começou a ficar mais legal.

Isso porque a professora (Solange era o nome dela) fazia ditados na sala ajudando a gente a aprender escrever melhor algumas palavras.

Eu não me esqueço disso!

Tínhamos que escrever 10 palavras que ela ditava e quem escrevesse as dez corretamente, ganhava um chocolate ou algo assim.

O melhor disso, é que aquelas palavras que eu errava (depois de aprender a forma correta) eu não errava mais.

Então descobri como "trapacear" no ditado: Lendo!

Foi bem óbvio. Eu queria aprender escrever certo, e aquele monte de revistas e jornais era cheio de palavras.

Bastava ler o que estava escrito lá que eu iria aprender a forma correta de escrever as palavras.

Foi nesse ano (2003 - Eu tinha 7 anos quando estava na primeira série), que ganhei meu primeiro livro, presente de minha irmã.

O livro era Harry Potter, e foi a partir desse ponto que o amor pela leitura de todos os tipos nasceu.

No momento, estou adquirindo principalmente biografias.

Mas foi com esse primeiro livro, que acabei desenvolvendo o hábito de fazer pequenos resumos do que lia.

Pronto!

Estava criado o hábito e o amor pela leitura e pela escrita de vez!

Ah, é bom lembrar que eu escrevi tudo na mão mesmo. Papel e caneta!

Meu primeiro computador eu fui ganhar bem mais tarde...

Aos poucos esse hábito de escrita foi se tornando algo cada vez mais natural.

Em torno dos meus 12 ou 13 anos, eu coloquei um blog no ar para falar sobre tecnologia.

Bem simples, bem amador ainda... Mas ali estava surgindo a evolução desse amor pela escrita! O de escrever para que outras pessoas possam acessar e ler o que escrevi.

E aqui estou eu. Até que passou pouco tempo, mas esse hábito só tem evoluído!

Hoje tenho 20 anos, e ainda não acho que eu escreva bem. Quero aprender mais técnicas para melhorar isso e fazer dessa paixão uma atividade cada vez mais bem executada.

Sabe como eu aprendo cada vez mais?

Lendo por aí a forma que as pessoas escrever.

Aprendo com textos bons e também aprendo com textos ruins!

Enfim, ainda tenho muita coisa para escrever e não pretendo parar de fazer isso enquanto ainda tiver essa criatividade para bolar um texto e alguma ferramenta para colocar essas ideias em palavras.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos!

0 comentários:

Postar um comentário